sexta-feira, 9 de julho de 2010

Rabiscos

[ Absortismo ]

Abstêmio,
fico absorto.
Não absorvo
nem absinto.
Absurdo!
Mas...
abstraio.

(autoria conjunta com o paulistano Renato Vidal)

[ Transe ]

Pisa, freia
Pisa, freia
Pisa, freia
Pisa, freia
É o tic-tac
da avenida
imóvel.


 
[ Restos ]

Entredentes
estridentes
trituravam-se
troças sobre
a intransitável
avenida.



 [ Ávidos ]

A ave ainda voa, fora.
Dentro, há vida
dividida entre
tropas travestidas
de gente.

3 comentários:

onzepalavras.com disse...

Eu A-DO-RO essas intervenções rápidas que você posta por aqui. Volto para ler várias e várias vezes os mesmos textos que a cada leitura me provocam novas sensações.

Anônimo disse...

sua poesia tá cada vez mais poesia. amo.

[r. bettoni]

Débora Poulain disse...

Escrevo graças às intervenções leitoras. ;-)